quarta-feira, outubro 11, 2006

Utilidade pública

Português é uma língua complicada. Todas as vezes que ensino português para um não-brasileiro, sinto na pele o quanto ela é difícil e cheia de regras e exceções.
Como a língua portuguesa não foi a minha língua materna, inconcientemente eu acabo cometendo alguns erros... ou por "costume" ou por falta de conhecimento mesmo.
Mas sempre procuro me policiar para não cometer tantos erros gramaticais... Vivendo e aprendendo, né?

Outro dia recebí este e-mail de uma amiga. Achei interessante publicar e principalmente deixar registrado aqui para eu sempre voltar a ler e não cometer os mesmo erros futuramente.

A Língua Portuguesa agradece.

Não diga:
-Menas (sempre menos)
-Iorgute (iogurte )
-Mortandela (mortadela)
-Mendingo (mendigo)
-Trabisseiro (travesseiro )
-Trezentas gramas (é O grama e não A grama)
-Di menor, di maior (é simplesmente maior ou menor de idade)
-Cardaço (cadarço)
-Asterístico (asterisco )
-Beneficiente (beneficente - lembre-se de Beneficência Portuguesa)

E lembre-se também :
-Mal - Bem
-Mau - Bom
-A casa é GEMINADA (do latim geminare = duplicar) e não GERMINADA que vem de germinar, nascer, brotar
-O certo é CUSPIR e não GOSPIR.
-O certo é BASCULANTE e não VASCULHANTE, aquela janela do banheiro ou da cozinha.
-Se v. estiver com muito calor, poderá dizer que está "suando" (com u) e não "soando", pois quem "soa" é sino!
-O peixe tem ESPINHA (espinha dorsal) e não ESPINHO. Plantas têm espinhos. -Homens dizem OBRIGADO e mulheres OBRIGADA.
- O certo é HAJA VISTA (que se oferece à vista) e não HAJA VISTO.
"-FAZ dois anos que não o vejo" e não " FAZEM dois anos".
-POR ISSO e não PORISSO.
-"HAVIA muitas pessoas no local" e não " HAVIAM"
-"PODE HAVER problemas" e não "PODEM HAVER...."
-PROBLEMA e não POBLEMA ou POBREMA (deixe isso para o Zé Dirceu)
-A PARTIR e não À PARTIR
-Para EU fazer, para EU comprar, para EU comer e não para MIM fazer, para MIM comprar ou para MIM comer. (MIM não conjuga verbo; apenas "eu, tu, eles, nós, vós, eles")
- No Brasil falamos LÍNGUA PORTUGUESA e não LÍNGUA BRASILEIRA
-Você pode ficar com dó (ou com um dó) de alguém, mas nunca com "umadó"; a palavra dó no feminino é só a nota musical (do, ré, mi, etc. etc.)
-As pronúncias: CD-ROM é igual a ROMA sem o A. Não é CD-RUM (nemCD-pinga, CD-vodka, etc). ROM é abreviatura de Read Only Memory - memória apenas para leitura.
-HALL é RÓL não RAU, nem AU

E agora, o horror divulgado pelo pessoal do TELEMARKETING:
-Não é eu vou ESTAR mandando, vou ESTAR passando, vou ESTAR verificandoe sim eu vou MANDAR , vou PASSAR e vou VERIFICAR (muito mais simples, mais elegante e CORRETO). -Da mesma forma é incorreto perguntar: COM QUEM VOCÊ QUER ESTAR FALANDO?
-Veja como é o correto e mais simples: COM QUEM VOCÊ QUER FALAR?
- Ao telefone não use: Quem gostaria? É de matar...
- Não use: peraí, aguenta aí, só um pouquinho (prefira: Aguarde um momento, por favor)
-Por último, e talvez a pior de todas: Por favor, arranquem os malditos SEJE e ESTEJE do seu vocabulário.
Não é elegante você tratar por telefone, pessoas que não conhece,utilizando termos como: querido (a), meu filho (a), meu bem, amigo (a)...Utilize o nome da pessoa ou Senhor, Senhora. Mande aos seus amigos:

"Se circula tanta bobagem pela internet, porque não circular coisa útil?"

4 Comments:

At 11:42 PM, Anonymous Anônimo said...

Oi ju atualiza o link do meu blog ai...www.mulherdearies.blogspot.com...beijos

Monica Cabral

 
At 12:32 AM, Blogger Para o alto e avante! said...

Ju,
vc sabe que no Rio fizeram ate uma campanha nas empresas de telemarketing para acabarem com o gerundio, que realmente nao pode ser usado assim a torto e direita.
"Vou estar enviando para o senhor..." AAArrgh!
Outro erro muito comum nas propagandas: "Para maiores informacoes ligue..."
Informacao nao tem tamanho neh, entao eh MAIS ou MENOS...
Enfim, ha milhoes de erros comuns e que a gente acaba, no dia-a-dia, escorrendo sem querer (ou por influencia da popularidade do erro).
Eh isso,
bjos

 
At 4:40 AM, Anonymous karuzo said...

Ola Juliana. Prazer, Karuzo. Cheguei aqui atraves do blog do Ewerthon. Alias "atraves" ja foi errado usar deste modo. O certo sei que seria, "por meio de " ou "por intemedio de", mas me juntei a maioria que julga ser tais expressoes totalmente, nao sei como dizer, longas demais talvez. Por isso, hj tbm uso "atraves" indiscriminadamente, independente se tem sentido de "passar por" ou nao...rs Nao, eu nao sou expert em lingua portugues nem quero bancar o Prof. Pasquale...rs Sou apenas amante nao so de linguas estrangeiras, mas tbm fa da nossa lingua. Gostei do post!

 
At 1:40 PM, Anonymous Anônimo said...

Erros!!!! Bem minha cara amiga quem não os dá que atire a primeira pedra. LOL

Don't horry!!! Be happy mesmo quem sempre contactou com o protuguês (meu caso) não se farta de dar erros ortograficos.

Imsolaeris@msn.com

 

Postar um comentário

<< Home